quinta-feira , 24 agosto 2017

Home » Palavra Semanal do Presidente » E À HORA DA CEIA

E À HORA DA CEIA

5 abril, 2014 Categoria: Palavra Semanal do Presidente Deixe um Comentário A+ / A-

Lucas 14 – 17. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: vinde, porque tudo já está preparado.
18. Mas todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um campo, e preciso ir vê-lo; rogo-te que me dês por escusado.
19. Outro disse: Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me dês por escusado.
20. Ainda outro disse: Casei-me e, portanto não posso ir.
21. Voltou o servo e contou tudo isto a seu senhor: Então o dono da casa, indignado, disse a seu servo: Sai depressa para as ruas e becos da cidade e traze aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos.
22. Depois disse o servo: Senhor, feito está como o ordenaste, e ainda há lugar.
23. Respondeu o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e obriga-os a entrar, para que a minha casa se encha.
24. Pois eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia.
– Bíblia JFA OFFline

Convidado da Ceia versus comprador de campo ( conforto e lazer );
Convidado da Ceia versus comprador de juntas de bois ( trabalho );
Convidado da Ceia versus compromissos nobres ( familiares ).

Nenhum destes provará a Ceia. Por que?

“A fragilidade e a condição eternamente provisória da identidade não podem mais ser ocultadas. O segredo foi revelado. Mas esse é um fato novo, muito recente” Bauman, 2005

Segundo Dubar, 2005, não existe uma identidade em essência , imutável, que acompanhe o sujeito, ou um grupo social, ao longo de sua existência sem sofrer transformações. Marluccelli, 2002, afirma que nenhuma identidade pré-existe à sua construção. A está visão propõe uma idéia “construtivista” que preconiza serem as identidades o resultado de construções sociais contingentes e históricas, Cardoso, 2010.

A transformação é sempre necessária dada a fragilidade identitária do ser humano tratando-se do convite para a Ceia, aonde sempre destaca-se nesta temática as três sub-temáticas apresentadas pelo Mestre Jesus, O Eterno:

1º- CONFORTO E LAZER SEGUNDO A VISÃO SISTÊMICA DA SOCIEDADE NÃO CRISTÃ PRATICANTE E INFLUENCIADORA PELOS FORMADORES DE OPINIÃO

2º – A CARREIRA PROFISSIONAL SEGUNDO A VISÃO DA SOCIEDADE NÃO CRISTÃ PRATICANTE E INFLUENCIADORA PELOS FORMADORES DE OPINIÃO

3º – AS PRIORIZAÇÕES SEGUNDO A VISÃO DA SOCIEDADE CRISTÃ NÃO PRATICANTE E INFLUENCIADORA PELOS FORMADORES DE OPINIÃO.

Está problematização requer algumas questões a serem refletidas:

1- O que é conforto e lazer?

2- Qual a carreira profissional que se busca?

3- Quais são as coisas importantes mesmo?

Diante da complexidade para responder tais questões, torna-se fortemente necessário reelaborações em um processo incessante segundo Dubar,2005′ referindo-se a identidade dos profissionais da educação e que analogamente refere-se ao convidado para a Ceia:

Os contextos socioespirituais específicos pressupõem em representações identitárias como eclésia individual e coletiva que se entrecruzam, se contradizem, Cardoso, 2010.

O convidado para a CEIA precisa de formação e atuação:

Formação: Reconhecimento da pobreza e necessidade
Salmos 86 – 1. Inclina, Senhor, os teus ouvidos, e ouve-me, porque sou pobre e necessitado.
– Bíblia JFA OFFline

Atuação: Torre Nômada e nomâde.
Salmos 69 – 13. Eu, porém, faço a minha oração a ti, ó Senhor, em tempo aceitável; ouve-me, ó Deus, segundo a grandeza da tua benignidade, segundo a fidelidade da tua salvação.
– Bíblia JFA OFFline

Enfim, a Ceia é a comunhão Com Ele e as tramas das relações eclesiásticas primeiro local e depois coletivo; primeiro com os domésticos da fé e depois com os não domésticos e com os céticos.

E À HORA DA CEIA Reviewed by on . Lucas 14 - 17. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: vinde, porque tudo já está preparado. 18. Mas todos à uma começaram a escusar-se. Disse Lucas 14 - 17. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: vinde, porque tudo já está preparado. 18. Mas todos à uma começaram a escusar-se. Disse Rating: 0

Deixar Comentário

scroll to top